Home_office_produtividade

Home Office: Herói ou Vilão da produtividade?

Home office, vantagem ou barreira para a Produtividade da empresa?

 

De todas as tendências de trabalho, talvez a que mais tem sido cobiçada e chamado a atenção é o Home office. Muitas empresas procuram ter o home office como diferencial hoje em dia.

Mas é algo que divide opiniões dentro do RH. Embora diversas matérias e pesquisas mostrem a importância do trabalho de casa, tanto na atração dos candidatos e retenção de talentos, muitas empresas estão tomando o caminho inverso e convocando os funcionários de volta para o escritório.

  • Um caso interessante foi do Yahoo!. Isso mesmo, em 2013 a presidente da companhia, decidiu tirar o home office da rotina dos colaboradores. Mais de 11 mil funcionários.

A declaração foi que “a velocidade e qualidade são muitas vezes sacrificadas quando se trabalha de casa”. Em outras palavras o home office pode prejudicar a produtividade.

Mas também temos o outro lado da moeda, home office é uma prática que tem gerado muito ganho para muitas empresas. No Brasil, é algo ainda recente.

Home_office_produtividade

Case de Home Office!

Na Phillips aqui no Brasil, por exemplo, todos os colaboradores devem escolher um dia da semana para trabalhar de casa. Segundo o RH, os benefícios vão de economia de recursos até o aumento da produtividade do colaborador.

 

Afinal, qual então são os prós e contras?

 

A dificuldade no Home Office:

Não é só a ausência de controle dos funcionários que impede às vezes a prática do Home Office. 

Uma pesquisa realizada pela Regus, empresa de espaços empresariais flexíveis, revelou que 43% dos brasileiros admitem que o trabalho em casa causa “solidão”. Isso, a falta do clima descontraído do escritório, do cafézinho, reuniões e a comunicação com os outros colaboradores. Isso pode acabar gerando falha de comunicação também, já que algumas atividades passam de um setor para o outro, influenciando negativamente a produtividade e gerando atraso.

A falta de foco nas atividades, muitos entrevistados admitem que, em casa, sentem mais dificuldades em se concentrar e produzir. As distrações de casa, familiares são as coisas que impedem 64% dos entrevistados.

 

Outras dificuldades apontadas:

A regulamentação, no Brasil a falta de uma legislação que regulamente o trabalho remoto é a justificativa de algumas empresas que têm receio sobre o assunto.

Investimento, a transição para esse modelo, exige um certo investimento em ergonomia, equipamentos e tecnologia.

O conservadorismo, muitos líderes não possuem muita experiência em gerir suas equipes, e isso pode causar prejuízo para a empresa. Outro ponto que podemos citar é a promoção, funcionários que praticam o home office possuem menores chances de promoção do que funcionárias que estão no escritório. Segundo pesquisa feita pela Universidade de Stanford, nos Estados Unidos.

 

Vantagem na produtividade?

 

Mesmo que tenha gente que não consiga se concentrar nas atividades de casa, outras, na realidade um número bem maior. Dizem render bem mais no “home office”. Um estudo de um instituto americano Gallup, mostrou que funcionários que tenham o home office, produzem até 4 horas a mais do que o normal.

Falamos da empresa Phillips, o ganho anual com a produtividade cresceu 4% a 5% com os funcionários em home office. Entre outras empresas brasileiras e as que atuam aqui, 54% destacam os ganhos com produtividade como o maior benefício da cultura do home office. 

Outro benefício, talvez o maior para as empresas é a Retenção de Talentos. Buscar formas alternativas de trabalhar, qualidade no ambiente de trabalho, além de bons salários e promoções, faz parte da vida dos candidatos (até mesmo os que já estão empregados). Cada vez mais rigorosos, essa se torna uma maneira de manter por perto o bom profissional da sua empresa.

De qualquer forma toda empresa precisa se destacar da concorrência e ter seu diferencial. Isso se torna uma medida para atrair os melhores candidatos, certo? Quer fazer diferença? Comece utilizando o Enlizt e mostrando a verdadeira imagem da sua empresa!

Fonte: https://blogrh.com.br/

Deixe uma resposta